Blusas femininas

Até que se chegasse aos diversos modelos, tecidos, cores e estampas do que temos hoje em relação às famosas blusinhas, foi preciso uma evolução através dos tempos, da nossa boa e velha “camiseta”, ou T-Shirt, como costuma ser, mundialmente, reconhecida.

Com a Revolução Industrial na Europa no século XVIII, e o advento das máquinas também na indústria têxtil, foi possível contar com uma enorme produção de malhas feitas de tecido de algodão. O pioneiro nessa produção foi Portugal, onde se precisou criar algo que protegesse a camisa da sujeira, e que pudesse ser usado mais de uma vez até que fosse lavado. Esta peça deveria ter o formato de um “T”, para os braços.

lojas de roupa

Publicidade - LAMG

Após esse período, a camiseta passou a ser usada de diversas maneiras e em diferentes ocasiões, caindo no gosto popular, até que algumas grifes foram criadas, e além da fabricação em algodão, a camiseta passou a ser desenvolvida, também em tecidos mais finos como o linho e a seda, podendo ser encontrada em muitas lojas do mundo.

Em uma das suas muitas adaptações, a T-Shirt ou camiseta adquiriu um ar mais “feminino”, ganhando um novo formato, e delineando o corpo da mulher, adaptando-se para a moda feminina. Desde então, a “blusinha”, passou a ser confeccionada em tecidos como malha fria de algodão, viscose, suplex, viscolycra, dry-fit (para as blusinhas esportivas).

comprar blusinhasQuanto aos modelos das blusas femininas, entre os mais usados estão as famosas baby-looks (também famosa entre os meninos), regatas (blusinhas sem manga para os dias quentes), tomara-que-caia, frente única, modelo trapézio (mais abertas na barra) e a cacharrel (blusas com mangas longas), e elas podem, tanto quanto as camisetas, ser encontradas em todas as lojas, sejam elas de cor única ou num “mix” de cores e motivos estampados, com diferentes detalhes (babados, zíperes, bolsos, transpasses, recortes).

moda feminina Se a moda se transforma e se renova a cada coleção, é possível dizer que o “boom” das blusinhas não deve parar por aí, pois a cada ano é possível se encontrar mais e mais diversidade entre elas, seja em lojas fìsicas ou mesmo nas online!

Comments on this entry are closed.